Comunidade surda é contemplada com vacinação exclusiva em Porto Velho

Ação buscou orientar a população surda sobre esquemas vacinais em Porto Velho – Foto: Leandro Morais/SMC

Seguindo com as estratégias de ampliação da vacina a covid-19, a Prefeitura promoveu, no último sábado (7), a imunização da comunidade surda na instituição de ensino Acelibras, na região central de Porto Velho.

Além da população surda, a vacinação foi ofertada aos familiares do grupo e aos profissionais da Língua Brasileira de Sinais (Libras). O público também pôde contar com a oferta da vacina contra a gripe, sarampo e HPV.

Segundo Zeni Silva, técnica de enfermagem, especialista em vacina e pós-graduada em Libras, a iniciativa partiu da necessidade de atendimento apresentada pelo próprio público.

“Nós sabemos da dificuldade ainda enfrentada pela população surda. Em muitas vezes eu já auxiliei um atendimento com um paciente por meio de vídeo chamada. Com certeza, essa iniciativa já despertou, entre os nossos colegas da saúde, a promoção de novas ações voltadas a este público”, destacou Zeni.

Além da equipe de vacinadores, o atendimento contou com o suporte da intérprete de Libras da Acelibras, Jacqueline Graziela Ferreira Dantas. Para ela, uma parceria de suma importância que vem auxiliar a comunidade surda com uma comunicação efetiva.

“Aqui o atendimento é diferenciado e efetivo. Além disso, nós explicamos para este público sobre outras campanhas que estão ocorrendo e motivamos a darem continuidade ao fechamento do ciclo vacinal contra a covid-19”, afirmou.

PÚBLICO ASSISTIDO

A ação contou com a participação expressiva do público-alvo. Rafael Guimarães, por exemplo, não perdeu tempo. Logo que soube da vacinação foi ao local para se imunizar contra a gripe. Ele já está reforçado com a vacina contra a covid-19.

“Essa ação é muito importante e espero que todos os colegas surdos participem. Quanto aos profissionais de saúde, busquem esse aperfeiçoamento na língua de sinais para que possam nos ajudar com essa comunicação”, declarou.

BALANÇO

A ação resultou em 98 pessoas imunizadas, destas 66 eram surdas. Todas contempladas com as respectivas doses aplicadas: 36 doses de vacina contra a covid-19, 50 doses de vacina contra a gripe, dez doses de vacina contra o sarampo e duas contra o HPV.

Por SMC