Asfaltão

  • Asfaltão fará presentação do samba de enredo para 2018

    A 29ª Edição do Projeto Samba Autoral, acontecerá neste sábado, dia 04/11/2017, a partir das 14:00 horas. Como já é tradição, todo primeiro sábado de cada mês, acontece no Bar do Calixto, este Projeto que nos enche de orgulho.

    Trata-se de uma caminhada de dois anos e 5 meses que, mesmo diante de desafios e alguns obstáculos, divinamente superados, o Projeto que nasceu do movimento do Samba de Porto Velho, se Fortalece a cada edição. Um encontro de valorosos Músicos, Poetas, Compositores e compositoras, que envolvidos num clima harmonicamente trabalhado, transmitem e dividem seus “saberes” e inspirações com admiradores e amigos do samba de raiz, um movimento tão importante para que este ritmo continue pulsando Forte em nossa cidade.

    O apoio é do Bar do Calixto, da Fundação Cultural do Município, da GRAFFPORTO, nas pessoas dos amigos Franciney e Elisangela. O grande incentivo vem das pessoas prestigiam, que nos transmitem e nos cercam de energias positivas.

    Vamos pro samba Autoral!!!

    APRESENTAÇÃO DO SAMBA DO ASFALTÃO PARA O CARNAVAL DE 2018

    Com o tema “DO FORTE PRÍNCIPE AO PORTO. HOJE BAINHA É REI, NA CORTE DO TIGRE!!!”, a Escola de Samba Asfaltão, fará uma grande homenagem a um dos grandes baluartes do Samba  e do carnaval de Porto Velho. O jovem Waldemir Pinheiro da Silva, carinhosamente conhecido como Bainha, que cresceu no mundo da seresta, da boêmia e do samba, cuja história se confunde com o reduto e adjacências dos bairros Santa Bárbara, Nossa Senhora das Graças, Mocambo, dentre outros, mais especificamente, onde hoje acontece o Projeto Samba Autoral.  Há que se destacar e reconhecer, que o Mestre Bainha, juntamente com seus contemporâneos são responsáveis pelo o início desta história, por este motivo, é um dos grandes responsáveis pela sua existência. O Zé Pereira do carnaval com seus parceiros plantaram, nos cabe agora, regar corretamente, para que o samba continue a florescer.

    Diante de sua histórica contribuição, o samba em sua homenagem será APRESENTADO ao homenageado, à sua família, à comunidade e a todos os amigos e amigas que lá estiverem presentes neste sábado, dia do Projeto Samba Autoral.

    Há que se destacar, que será um momento de muita emoção, por vários motivos.

    Primeiro porque é o dia de ouvirmos e conhecermos as inspirações locais.

    Segundo porque o Bainha, sua família, os amigos e a comunidade conhecerão de fato o Samba em sua homenagem.

    Terceiro porque é penúltima Roda de Samba do Projeto Samba Autoral, se preparando para a última Edição do ano que acontecerá justamente dia 2 de dezembro, numa parceria com o poeta Ernesto Melo, Beto Cesar e a Fundação Cultural, justamente na data em que se comemora o dia Nacional do Samba. Este grande show, acontecerá no Mercado Cultural com a participação do nosso Projeto, seguido de atração nacional.

    Enquanto dezembro não chega, nosso encontro será na 29ª Edição do Projeto Samba Autoral, que acontecerá neste sábado dia 04/11, a partir das 14:00 horas, lá no Bar do Calixto.

    Fonte: Silvia – GRES Asfaltão

  • Asfaltão realiza 23ª Edição do Projeto Samba Autoral

    Neste sábado dia 6 de maio acontecerá a 23ª edição do Projeto Samba Autoral, idealizado por sambistas da cidade, sob a responsabilidade da Escola de Samba Asfaltão.

    A roda de samba começa com apresentação de sambas conhecidos nacionalmente, sendo seguida da apresentação dos compositores locais.

    O espaço é aberto a todas as pessoas que têm suas composições e querem compartilhar e apresentar à comunidade do samba. A única regra é obedecer à ordem de chegada ao local. Destaca-se que os ensaios acontecem durante a semana, o que não impede a você que tem interesse em participar, de também mostrar o seu trabalho. A partir daí se integra ao grupo e à agenda de ensaios.

    Mas o que o Projeto tem de tão importante?

    Tem muita coisa, dentre elas: estimula a criação, aguça a inspiração, impulsiona e dá brilho às composições de valores de Porto Velho. Destaca-se ainda que ficará registrado na história do samba da cidade, nos anais, com sua biografia e as composições devidamente registradas no caderno produzido a cada edição do projeto, porque “…O NOME, A OBRA IMORTALIZA…” Como bem disse João Nogueira, em “Súplica” – uma de suas lindas canções.

    A diretoria da Escola de Samba Asfaltão, salienta que ainda há muito que se fazer por este projeto. Destaca que apesar das dificuldades, além de ser uma contribuição com a história do samba em Porto Velho, a manutenção do Projeto é uma questão de Honra. Registra ainda, que se trata também da demonstração de Resistência e Respeito aos que com ele sonharam, grupo do qual grande parte dos compositores e músicos da escola fazem parte.

    Será neste sábado dia 6 de maio, no Bar do Calixto, a partir das 14:00, no reduto do samba e de bambas.

    Aguardamos vocês compositores, compositoras, amigos e amigas apreciadores de boas composições.

    Fonte: Silvia Ferreira – G.R.E.S. Asfaltão

Close