Governo reforça ações educativas para correta utilização dos EPIs no Hospital de Base

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou ações educativas, na última quinta-feira (5), nas clínicas do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro. Foram feitas rodas de conversa sobre a correta utilização dos equipamentos de proteção individual (Epis) e lavagem das mãos, com intuito de reforçar a prevenção à Covid-19 e cuidado com a saúde do próprio servidor e dos pacientes atendidos na unidade.

A enfermeira da Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH), Gisele Amorim, iniciou a roda de conversa com a equipe de enfermagem da clínica médica abordando a temática de comunicação da equipe multidisciplinar em Saúde, sinalização de espaços isolados, lavagem das mãos, paramentação e desparamentação e a segurança no retorno ao lar.

O momento contou com a troca de experiências dos profissionais da linha de frente do combate à Covid-19, a vivência diária do trabalho, onde várias dúvidas foram esclarecidas por Gisele Amnorim e pela gerente médica Hialli Hirschmann, que também estava mediando o momento educativo.

Hialli acrescentou a importância de reconhecer todos os dias a responsabilidade que é ser um profissional de Saúde e em todos os momentos utilizar a precaução padrão, que é um conjunto de procedimentos básicos para o auto cuidado profissional e a proteção ao próximo, no caso os pacientes atendidos na rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

As ações educativas serão realizadas em vários momentos, no decorrer das próximas semanas, com rodas de conversa, oficinas e cursos aos profissionais de Saúde, mediados pela Comissão de Controle de Infecções Hospitalares, Núcleo de Epidemiologia, Gerência de Enfermagem e Médica, Diretoria Técnica e Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT).

Para Raquel Gil, diretora do HB, as ações educativas sobre prevenção e segurança no trabalho são essenciais para quebrar a cadeia de transmissão de doenças, principalmente nesse momento para evitar a proliferação do novo coronavírus. “Conscientizar-se da correta utilização dos epis durante o cuidado aos pacientes é responsabilidade de todos os profissionais de Saúde”.

Por Secom/Governo de Rondônia