Corinthians goleia o Santos e abre boa vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil

Timão teve grande atuação, principalmente no primeiro tempo, e goleou o Peixe – Foto – Rodrigo Coca – Ag. Corinthians

O Corinthians fez valer o apoio do torcedor que lotou a Neo Química Arena, na noite desta quarta-feira (22), e goleou o Santos por 4 a 0, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil. Com o resultado, o Timão abriu boa vantagem na briga por um lugar na próxima fase.

Por outro lado, o Peixe precisa igualar o saldo de gols no segundo jogo para levar a decisão para os pênaltis ou vencer por cinco ou mais de diferença para ficar com a vaga no tempo normal. As equipes voltam a se enfrentar no dia 13 de julho, na Vila Belmiro.

O jogo

O Santos até criou a primeira oportunidade de gol do clássico em finalização de Zanocelo, aos cinco. Mas foi o Timão que tomou conta do jogo nos outros 40 minutos. Róger Guedes chegou com perigo em dois lances consecutivos, mas esbarrou tanto no goleiro santista quanto na falta de pontaria.

Na marca dos 19, o time da casa voltou ao ataque com Willian que achou Lucas Piton na esquerda, o lateral cruzou rasteiro na medida para Mantuan abrir a contagem na Arena: 1 a 0.

Embalado pelo gol, o Corinthians manteve o ímpeto ofensivo e não demorou muito para ampliar o marcador. Depois de boa troca de passes com Willian, Fagner fez o cruzamento para Du Queiroz, que mandou para o gol, a bola ainda bateu em Giuliano e foi morrer no fundo das redes.

O Timão teve mais chances novamente com Mantuan e Róger Guedes. Até que, aos 42 minutos, Raul Gustavo aproveitou cobrança de escanteio e testou firme para fazer 3 a 0.

Depois do intervalo, os mandantes diminuíram o ritmo. Do outro lado, apesar de equilibrar a posse de bola, o Santos criou pouco no ataque e, aos 16 minutos, passou a jogar com um a menos, após Zanocelo receber o cartão vermelho.

Com um a mais, o Corinthians fez o quarto com Giuliano, que aproveitou uma sobra na área, após cobrança de escanteio, e bateu bonito sem chances de defesa, aos 31. Tentando uma resposta, o Peixe assustou com Marcos Leonardo, mas Cássio apareceu para salvar o Timão e segurar o 4 a 0.

Por CBF