Flamengo vence o Barcelona-EQU e vai encarar o Palmeiras na final da Libertadores

Barcelona-EQU x Flamengo – Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Depois de dois anos, o Flamengo está de volta à final da Libertadores 2021! Nesta quarta-feira (29), o rubro-negro venceu novamente o Barcelona de Guayaquil (EQU), por 2 a 0, e carimbou a vaga na decisão. O time da Gávea já havia vencido a equipe equatoriana no duelo de ida, no Maracanã, por 2 a 0. Em mais uma noite de Bruno Henrique, o atacante marcou os dois gols e ampliou a vantagem carioca.

Após a conquista do bicampeonato em 2019, o time da Gávea chega a sua terceira final da competição continental. Pelo segundo ano consecutivo, a decisão da CONMEBOL Libertadores será protagonizada por equipes brasileiras. Os dois últimos campeões, Palmeiras (2020) e Flamengo (2019), se encontrarão em um jogo inédito. O campeão será definido no dia 27 de novembro, em Montevideo, no Uruguai.

A classificação também representou um feito especial para o técnico Renato Gaúcho. Com o triunfo diante do Barcelona (EQU), o comandante é o atual recordista de vitórias na competição, com 50 no total, ultrapassando o colombiano Gabriel Uribe.

O Jogo

Precisando descontar a vantagem obtida pelo Flamengo no primeiro jogo, o Barcelona (EQU) começou o jogo disposto a furar a defesa rubro-negra. Aos 9 min, o primeiro susto veio de David Luiz. Em dividida na área, o recém contratado sentiu a coxa e precisou ser substituído, dando lugar a Gustavo Henrique.

Não demorou para que o Flamengo encontrasse espaços na defesa equatoriana. Aos 17 min, o rubro-negro jogou um balde de água fria nos donos da casa. Ao receber de William Arão, Everton Ribeiro lançou para Bruno Henrique, o atacante chegou livre na área, driblou o goleiro e mandou para o fundo da rede.

Embalado, o Flamengo encontrou o caminho do gol e voltou a chegar com perigo na área adversária. Após passe de Bruno Henrique, Andreas Pereira chutou com perigo de fora da área, a bola acabou batendo na trave. No rebote, o camisa 18 mandou pra fora.

Artilheiro rubro-negro na competição, Gabigol, tentou deixar o dele. Em passe açucarado na área, o camisa 9 não conseguiu mandar no gol. A partida também foi de Diego Alves. Em noite inspirada, o arqueiro fez grandes defesas e impediu as tentativas adversárias, finalizando o duelo zerado.

Para o 2ºT, o Flamengo voltou animado e precisou apenas de 4 min para ampliar a vantagem. De novo a dupla Everton Ribeiro e Bruno Henrique anotou o segundo da equipe da Gávea. Em liberdade, o camisa 7 deixou BH na cara do gol livre pra marcar. Este foi o quarto gol do atacante na semifinal diante do Barcelona (EQU).

Dono de uma ampla vantagem no duelo, o Flamengo aproveitou os minutos finais para administrar a partida. O técncio Renato Gaúcho optou por rodar o elenco e aguardar o momento de soltar o grito: é finalista! Depois de dois anos, o Flamengo volta à final da Libertadores e buscará o terceiro título na competição continental.

Por CBF