Athletico-PR volta a vencer o Santos e avança às semifinais da Copa do Brasil

Gustavo Oliveira/athletico.com.br

O Athletico-PR é o primeiro semifinalista da Copa Intelbras do Brasil. Depois de vencer o jogo de ida por 1 a 0, o Furacão foi até a Vila Belmiro, na noite desta terça-feira (14), e repetiu o resultado diante do Santos, pelo segundo confronto das quartas de final.

Na próxima fase, a equipe paranaense vai enfrentar o classificado do duelo entre Flamengo e Grêmio, que medem forças nesta quarta-feira (15), no Maracanã. O time carioca venceu a primeira partida por 4 a 0.

O jogo

Precisando reverter o resultado do jogo de ida, o Santos foi mais ofensivo durante o primeiro tempo. Antes dos 15 minutos, Felipe Jonatan, Jean Mota e Gabriel Pirani tiveram chances para abrir o placar. Pelo lado do Furacão, as oportunidades surgiram nos chutes fora da área. Richard, aos 17, parou no goleiro João Paulo. E Terans, aos 19, mandou rente ao poste.

Ainda com maior controle das ações, o Peixe voltou a assustar com Raniel, após cruzamento de Pará. Enquanto, aos 24, Marinho acertou belo chute colocado e viu o goleiro adversário voar para evitar o gol. Minutos antes do intervalo, foi a vez do Athletico ensaiar uma pressão no ataque. Depois de boa troca de passes entre Abner e Terans, Erick recebeu dentro da área, mas mandou por cima da meta, aos 39. E, aos 43, Renato Kayzer também tentou para os visitantes, mas o placar seguiu inalterado.

Depois das conversas nos vestiários, a equipe paulista teve boas chances nos cinco primeiros minutos, com Lucas Braga e Gabriel Pirani. Na sequência, o Furacão respondeu em jogada pela direita com Richard, que mandou para área, mas forte demais e Terans não conseguiu aproveitar o cruzamento. Mais tarde, Sánchez e Marinho arriscaram para o Peixe. E Nikão, aos 20, assustou para os paranaenses.

Já na marca dos 32, os visitantes tiveram mais uma boa oportunidade com Abner, que recebeu belo passe de Terans, mas esbarrou no goleiro santista. No entanto, no minuto seguinte, o arqueiro nada pôde fazer diante da finalização certeira de Zé Ivaldo. O zagueiro aproveitou a sobra do escanteio e soltou a bomba direto no ângulo da meta adversária. Aos 37, o Athletico passou a jogar com um a menos, após expulsão de Christian, e o Santos partiu para o tudo ou nada, mas não conseguiu evitar a eliminação.

Por CBF