Marcos Figueira-ALE/RO

Parlamentar afirma que se depender dele, o projeto não será aprovado

Está tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa, o projeto de autoria do Governo do Estado, que concede isenção tributária e fiscal para a Energisa, concessionária de energia elétrica em Rondônia.

Segundo o deputado estadual Adelino Follador (DEM), a Energisa deve quase R$ 2 bilhões ao Estado e a proposta é pagar somente cerca de R$ 700 milhões, sendo que adquiriu as Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) por pouco mais de R$ 50 mil, assumindo todas as dívidas da empresa. A Energisa ainda é alvo de investigações de uma CPI na Assembleia Legislativa, onde foram comprovadas diversas irregularidades e, suas ações vêm causando grande insatisfação popular.

Como parte deste valor será dividida entre os municípios, Adelino disse que alguns prefeitos estão pedindo sua aprovação, porém, o deputado lembrou que também foi assim com o processo das usinas hidrelétricas do rio Madeira, que inicialmente ofereceram R$ 4 milhões de compensação, e mesmo sofrendo grande pressão, ele impediu o avanço de sua aprovação até que as negociações chegaram a R$ 81 milhões, beneficiando todos os municípios do estado.

“Não é justo dar este benefício a esta empresa, que é bilionária, pois todos rondonienses estão sentindo no bolso os abusos provocados por ela, e a falta de respeito com nossos cidadãos, o que depender de mim, esse projeto não será aprovado, e assim os municípios serão muito mais beneficiados, recebendo sua parte do valor integral”, afirmou.

Por Assessoria