Deputados elaboram requerimento pedindo Voto de Repúdio a agressor de ativista político

Servidor comissionado do município invadiu dependências de site e agrediu o comunicador Carlos Caldeira

Os deputados Léo Moraes (PTB), Jesuíno Boabaid (PMN), Hermínio Coelho (PDT), Anderson do Singeperon (PV), Aélcio da TV (PP) e Ribamar Araújo (PR), requereram e tiveram aprovado Voto de Repúdio por parte da ALE a Raimundo Costa Moraes (Raimundinho Bike Som) contra as agressões físicas perpetradas ao comunicador e ativista político Carlos Caldeira.

Segundo o relato dos parlamentares, no dia 8 de março, ocorreu a agressão física durante a transmissão ao vivo do programa “Direto da Redação” veiculado pelo site de notícias News Rondônia.

“O que ocorreu, na realidade, foi uma violação de dimensões intangíveis ao exercício da profissão e não há, dentro de parâmetros mínimos de bom senso, quaisquer possibilidades de deixar o episódio passar desapercebidamente”, afirma a justificativa dos parlamentares.

Para os proponentes do Voto de Repúdio, a violência física desencadeada pelo líder comunitário, suplente de vereador e servidor da Prefeitura de Porto Velho, Raimundo Costa Moraes, ultrapassou todos os limites admissíveis dos direitos de insurreição, contraditório e discordância.

A agressão não se justifica em nenhuma hipótese, independente de motivações que levaram Raimundinho a invadir uma empresa privada de comunicação e proferir agressões físicas contra Caldeira.

“Mais do que um ataque a pessoa do Carlos Caldeira é um ataque também ao direito fundamental à liberdade de imprensa no Estado Brasileiro”, explicam os proponentes.

Fonte: ALE/RO – DECOM

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*